•  
  •  
Breadcrubs
single

União Mogi enfrenta Atlético no 'derby' da cidade no Nogueirão

Clássico coloca frente a frente duas equipes que buscam a primeira vitória na competição; o Alvirrubro terá mudanças

O União Mogi enfrenta o Atlético nesta quarta-feira (1º/5), feriado de Dia do Trabalho, às 10 horas, no Estádio Municipal Francisco Ribeiro Nogueira, a Arena Nogueirão, na Vila Industrial. O 'derby' da cidade é válido pela quinta rodada do Campeonato Paulista Sub-23 da Segunda Divisão e o Alvirrubro quer a primeira vitória na competição.

Vitória esta que esteve perto de ocorrer justamente nos dois revezes que o time sofreu nos ultimos jogos: derrota para Amparo por 3 a 2 - o União Mogi chegou a estar vencendo o jogo por 2 a 1 - e derrota para o São José - o Alvirrubro sofreu o segundo gol aos 42 minutos da etapa final. "Foram duas grandes partidas que fizemos. Recebemos elogios dos responsáveis pelos times adversários, mas não adianta jogar bem e não vencer. Só jogar bem não leva a nada. Temos que, a partir de agora, jogar bem e ganhar os jogos", frisou o técnico Gelson Fogazzi.

Foram duas grandes partidas que fizemos. Recebemos elogios dos responsáveis pelos times adversários, mas não adianta jogar bem e não vencer. Só jogar bem não leva a nada. Temos que, a partir de agora, jogar bem e ganhar os jogos.

O treinador inclusive deverá fazer mudanças para encarar o rival da cidade. "Vamos mexer no meio de campo e no ataque para dar mais velocidade, toque de bola e poder de finalização", afirmou. Mesmo sem citar nomes, algumas mudanças podem ser fruto das mudanças que ele fez no jogo diante do São José.

Na oportunidade, a equipe perdia por 1 a 0 e entraram Caio Vinícius e João Victor nos lugares de Juan e Allan, respectivamente, e deram uma movimentação maior ao time. Outra mudança deverá ser a estreia do atacante Vágner, que teve sua condição regularizada junto à Federação Paulista de Futebol (FPF) e deve ir para o jogo.

Clássico

O técnico Gelson Fogazzi tem muitas experiências como ex-atleta na disputa de clássicos. Ele chegou a jogar estas partidas no Rio de Janeiro (Flamengo x Vasco) e no Rio Grande do Sul (Grêmio x Internacional), mas é na Bahia que ele vivenciou muito mais como goleiro titular do Vitória entre 1975 a 1981 quando enfrentou o rival Bahia. "Todo clássico é clássico. É um jogo difícil, meio complicado porque o time que está bem acaba perdendo para o que não vem tão bem assim na competição. Há uma superação e entrega maior por parte das equipes porque ninguém gosta de perder um jogo importante como esse, depende muito da concentração e vamos estar atentos a isso", frisou o treinador.

Lúvio Trevisan, auxiliar-técnico do União Mogi, esteve observando a forma de atuar do Atlético e já deu algumas dicas a Fogazzi e à equipe. "Eles jogam num esquema 4-2-3-1 com marcação forte no meio de campo, tem uma zaga alta e saem rápidos nos contragolpes. Vamos fazer mais uma avaliação para deixar nosso time preparado para todas as possíveis situações de jogo", disse.

O provável União Mogi para enfrentar o Atlético é Lucão; Tiago Santos, Carlão, Erick Joe e Pedrinho; Caio Vinícius, Eric Everton, Tiago Poá e Mateus Coré; Vágner e João Victor.

Dérby

O União Mogi leva ligeira vantagem sobre o Atlético no histórico dos confrontos entre as duas equipes desde 2004 quando o "Caçula" foi fundado. No total foram 19 jogos, sendo 7 vitórias para o Alvirrubro e 6 vitórias para o Atlético, com 6 empates. O União Mogi marcou 29 gols e o rival fez 22. As maiores goleadas do União ocorreram em junho de 2013 - vitória por 6 a 2 -, e julho de 2017 - goleada por 5 a 0 sobre o rival. O útlimo duelo entre as duas equipes foi no dia 30 de junho do ano passado e terminou empatado em 0 a 0.

FOTOS / ALEXANDRE BARREIRA / ALEXMAR COMUNICAÇÃO / AI UNIÃO

single

Técnico Gelson Fogazzi e auxiliar Lúvio Trevisan preparam o União Mogi para neutralizar o adversário no clássico da cidade pela Segundona

single

Caio Vinícius deve ganhar uma chance no time titular no 'derby' de Mogi das Cruzes pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão